Como manter a produtividade alta quando a motivação é baixa

11 de dezembro de 2019
por Larissa Florindo

Confira quatro dicas para aumentar a produtividade e motivação do time no fim de ano.

Tem gente que tem uma alta motivação por natureza. Muitas vezes, essas pessoas não tem problemas em se conectar à sua ambição quando se trata de concluir o trabalho. 

No entanto, todos nós inevitavelmente passamos por períodos em que nossa energia está baixa. Nos sentimos meio à par do trabalho que estamos fazendo e preferimos estar de férias (ou na cama assistindo Netflix) do que no escritório.

O RH é uma área muito dinâmica e possui várias demandas – e dependendo do perfil, o profissional pode desfrutar de pouca motivação. Eis quatro dicas práticas sobre como manter a produtividade alta quando a motivação é baixa.

1. Descubra a razão da falta de motivação

Para sanar o problema, é necessário entender as razões que estão por trás da falta da motivação. Essa é a única forma para atacar o problema de frente e dar um basta.

Os motivos são inúmeros e podem envolver até uma falta de desorganização ou de estrutura da área.

Busque conversar abertamente com o time sem preconceitos ou com críticas semiprontas. Se você deseja descobrir com honestidade a razão, o time precisa sentir segurança para falar.

A reta final do ano também pode provocar a falta de produtividade. Afinal, a demanda de fim de ano costuma ser maior e muitos já estão cansados por todo o ano. Além disso, as pessoas começam a focar nas férias e festas. 

Independentemente do motivo, nada de discussões acaloradas. Você precisa sanar o problema e não criar outro.

2. Organize as demandas

A quantidade de demandas nessa época são muitas e se a equipe é enxuta e está desmotivada, facilmente a área pode entrar em colapso.

Ajude a sua equipe a ganhar produtividade e ver com clareza todas as demandas necessárias para encerrar o ano com chave de ouro. Para isso, organize junto ao time todas as tarefas, colocando prazos, o máximo de informações e demais recursos para que todos possam trabalhar com autonomia.

Use alguma ferramenta para manter todos na mesma página e acompanhar o avanço de cada tarefa.

Além disso, busque fazer reuniões diárias ou semanais para tirar obstáculos no caminho e não perder nenhuma demanda por falta de comunicação ou esquecimento.

3. Elimine as distrações

Muito mais fácil falar do que fazer, mas eliminar as distrações é a melhor maneira de manter sua produtividade em alta. Porém, é importante entender a causa por trás das distrações. 

Segundo o especialista em design comportamental, Nir Eyal, frequentemente culpamos nossos smartphones pelas distrações. No entanto, se não os tivéssemos, encontraríamos outra maneira de nos distrair devido a uma necessidade emocional pela distração.

Geralmente uma boa organização, prazos bem definidos e a eliminação da complexidade da tarefa por falta de recursos, torna as pessoas menos suscetíveis a buscarem distrações nos horários que precisam focar no trabalho.

4. Alterne os espaços de trabalho

Se você voltar para o mesmo espaço de trabalho todos os dias, e tentar se sentir diferente em relação à sua produtividade, pode ser difícil. 

Portanto, se você trabalha em um escritório em casa, mova sua mesa para o outro lado da sala e adicione uma planta. Se você trabalha sempre na mesma cafeteria, tente um dia em um espaço de trabalho próximo. 

“Um escritório estático e monótono prejudica tanto a moral quanto a produtividade. Experimentar novos layouts pode ajudar a impedir que os funcionários se cansem do ambiente.” – David Spencer

Uma vez que você encontre um lugar que funcione para você, volte sempre que for necessário.A motivação é muitas vezes difícil de definir, pois ela é variável e disponível em alguns períodos de nossas vidas mais do que em outros. Não se esqueça, principalmente, que a motivação é diferente para cada um. Portanto, descubra o que motiva cada um do time e aprenda a recompensá-los.

Como você potencializa a produtividade e aumenta a motivação do seu time em tempos “sombrios”? Compartilhe nos comentários.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *