Engajamento e retenção: qual a diferença entre eles?

Categoria(s): RH
21 de junho de 2022
por Lais Fernandes

Se você é profissional de RH ou gestor de alguma área, com certeza já ouviu falar sobre engajar e reter talentos na empresa, certo? Mas sabe qual é a diferença entre engajamento e retenção?

Ter equipes de alto desempenho e engajadas é garantia de que os serviços prestados atendem a um padrão de qualidade. Ter continuidade dessa excelência no serviço prestado evita gastos e desgaste, e pode ser potencializada com treinamentos, tecnologia e novas ferramentas.

Além disso, equipes que se conhecem e trabalham bem é a chave para um relacionamento de confiança entre funcionários e gestão, além de comunicação mais sincera e direta. Quanto maior a qualidade do time, melhor o resultado e a credibilidade, além da autoconfiança.

E engajamento e retenção estão ligados a tudo isso.

O que é engajamento?

Engajamento trata-se do resulto dos esforços de pessoas interessadas em partilhar uma causa. No dicionário, o conceito é de participação colaborativa em um propósito comum. Ou seja, quando aplicamos esse significado em um ambiente corporativo, podemos definir engajamento como um ato de colaboração, participação e comprometimento com os propósitos da organização.

É por isso que gestores estão sempre em busca de funcionários que vistam a camisa da empresa, ou seja, alguém que assuma um papel dentro da organização e se esforce para que os objetivos sejam alcançados.

A importância do engajamento de colaboradores

Um funcionário engajado não trabalha apenas pela remuneração. Quando falamos de engajamento, estamos falando também de comprometimento e motivação em torno de um propósito comum. Construir esse sentimento é o que mantém uma empresa competitiva e forte.

Por isso, encontre medidas capazes de motivar seus funcionários e invista nisso. É o sentimento de valorização e pertencimento que gera comprometimento e responsabilidade para com as funções. Assim, os profissionais se sentem acolhidos e parte valiosa da empresa. Mas lembre-se: é essencial que haja alinhamento entre as expectativas dos envolvidos – ou seja, colaborador, gestão e empresa.

Funcionários motivados produzem mais, promovem o bem-estar no ambiente de trabalho e a permanência dessas pessoas na empresa ocorre de forma natural. Ou seja, engajamento e retenção estão interligados e contribuem para o sucesso da organização.

Como promover o engajamento dos colaboradores?

– Cultura organizacional forte e clara: missão, visão e valores bem definidos;

– Valorização e reconhecimento do profissional;

– Bom ambiente organizacional;

– Flexibilidade, autonomia e liberdade.

O que é retenção de colaboradores?

Reter talentos significa aplicar um conjunto de medidas que despertem ou mantenha a motivação dos colaborados, aumentando, também, o desejo deles de continuarem na organização.

Ainda assim, a retenção de talentos exige condições como um ambiente saudável, com perspectivas de crescimento, remuneração compatível e incentivos. Reter bons profissionais implica atender diferentes perfis e necessidades, ou seja, as empresas precisam desenvolver estratégias para atender os anseios dos profissionais. 

Controlar a rotatividade é extremamente importante para o crescimento da empesa. Encerrar o ciclo de um funcionário e começar o de outro demanda esforço e tempo, sem falar nas despesas. Evitar o turnover, consequentemente, evita gastos, mantêm os times completos e permite investimento em mecanismos para melhorar a performance, por exemplo.

Leia mais: Como evitar turnover na sua empresa

O RH é o responsável por promover ações que fortaleçam a experiência e o vínculo do empregador com a empresa, e que desperte o desejo de permanecer e somar na busca de cumprir os objetivos da organização.

Como reter talentos?

– Ofereça plano de carreira;

– Qualifique seus profissionais;

– Promova um clima organizacional saudável, bem-estar e qualidade de vida;

– Ofereça feedbacks frequentes.

Como medir engajamento e retenção dos colaboradores?

Medir esses índices é essencial para entender como está a gestão de pessoas de sua empresa, detectando, assim, problemas e onde melhorias podem ser aplicadas.

Leia mais: Quais são os pilares da gestão de pessoas?

Lembre-se: são índices diferentes, então têm que ser medidos em pesquisas diferentes, mas a análise deve ser feita em conjunto, já que são ações que se completam.

O engajamento é mais difícil de ser medido, mas pode ser feito através de pesquisas sobre o clima organizacional, expectativas e demandas e ser foco de avaliação nos feedbacks.

A retenção de talentos é medida de forma objetiva e os números podem indicar muitas coisas.  Existem várias formas e ferramentas para o cálculo de turnover e o monitoramento de entradas e saídas na empresa, como demissão, contratação e mobilidade de cargos.

Atenção: os números não falam por si, e devem ser estudados em conjunto com outros índices, como por exemplo as medidas de engajamento.

Coloque em prática os aprendizados sobre engajamento e retenção e busque sempre ter pessoas que vestem a camisa da empresa e caminhe junto ao propósito da organização.

Conte com o Bettha para contratar esses talentos: aqui, nós desenvolvemos sua marca durante o processo seletivo, resultando em jovens mais engajados e conhecedores da sua empresa. Entre em contato com nosso time comercial.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.