Grupos de apoio: dedicação aos colaboradores mesmo à distância

Categoria(s): RH
10 de janeiro de 2021
por Recrutamente.com

Todos nós já sabemos que adaptações foram necessárias frente ao isolamento social. Aqui no GCT não foi diferente! Quer saber o que nós fizemos de bacana que também pode ser útil para mais RHs, empresas e pessoas? É justamente isso que compartilhamos na campanha Do Office para a Home, uma troca de iniciativas que deram certo para nós e podem ajudar você!

Hoje viemos contar sobre uma ação que busca incentivar aquelas redes de apoio que todos nós precisamos para lembrar que #JuntosPodemosMuito.

Por que nos preocupamos com os grupos de apoio?

No início desse cenário, ao migrar 100% da nossa empresa para o home office, percebemos que algumas angústias apresentadas pelos Talents (como chamamos aqueles que trabalham aqui no Grupo Cia de Talentos), estavam relacionadas ao contexto pessoal de cada um e levantavam questões sobre a realidade deles fora do trabalho.

Ao mesmo tempo, percebemos que o bombardeamento de dicas sobre como ocupar o tempo dentro de casa e cuidados com a família eram tão grandes, que começou a ficar difícil de administrar tanta informação.

Com isso, na medida em que as angústias frente às adaptações chegavam, ficou evidente a necessidade de unirmos as pessoas, não mais de acordo com suas áreas de atuação, mas sim pelas vivências pessoais que tinham em comum.

No cenário da quarentena, achamos ainda mais importante, facilitar a conexão entre as pessoas e a formação de uma rede de apoio que pudesse se unir pela sensação de estarmos todos juntos, mesmo que fisicamente distantes.

Foi pensando nisso que criamos os grupos de apoio para diferentes públicos internos. Algo simples, mas que faz toda a diferença para os colaboradores terem a oportunidade de se conectarem mais, se ajudarem e para incentivarmos o compartilhamento de iniciativas que podem ajudar ainda mais pessoas.

Crie você também mais grupos de apoio

Nossa experiência pode te ajudar a implementar essa aproximação entre os seus colaborares, basta seguir os seguintes passos:

1. Crie a identidade dos grupos

Dentro do nosso contexto, percebemos que pessoas que possuem filhos em casa tinham necessidades diferentes de quem mora sozinho ou tem família distante. Nessa linha, criamos dois grupos diferentes para atender esses dois públicos com desafios distintos.

Aqui é importante lembrar que a identidade deve ser composta por uma linguagem visual e escrita. Portanto, defina um nome e um ícone principais para cada um deles.

Grupos de Apoio

Nossas definições:

Grupo 1 – Talentinhos em Ação (pois, como dizemos internamente “Filho de Talent, Talentinho é 😉):
Para compartilhamento de dicas do dia a dia, em busca de conciliar a rotina dos Talentinhos, atividades on e offline, cursos, organização da casa e trabalho. Novas interações trazem mais aproximações, compartilhem o que têm feito nos momentos em família!

Grupo 2 – Unidos em SP:
Para quem mora sozinho e/ou não possui família em São Paulo, onde fica o nosso escritório. Sabia que muitos Talents estão nessa mesma situação? Esse grupo foi criado para podermos contar uns com os outros, encurtando a distância da ajuda mais próxima! O que tem feito para passar o tempo fora trabalho? Vamos nos reunir e trocar ideias!

Para os colaboradores que queriam ajudar, mas não se identificavam com o público desses grupos, criamos uma terceira opção:

Terceiro Grupo de Apoio

Grupo 3 – Conte Comigo:
Para todxs que queiram compartilhar dicas e se dispor a ajudar uma rede. No fim do expediente de home office ou aos fins de semana, todos estamos em busca de atividades para distrair, mexer o corpo e alimentar a alma. Vamos trocar essas ideias?

Lembrando que essas foram as nossas descrições, você pode ajustar as suas de acordo com a necessidade que identifica na sua empresa.

2. Comunique sobre a criação dos grupos em diferentes canais

Aqui no GCT, fizemos um e-mail bacana explicando o propósito da iniciativa e divulgamos também em outros canais de comunicação interna. Tentamos ao máximo facilitar o acesso aos grupos de apoio por links em todas as comunicações.Header e-mail Grupos de Apoio

Header do e-mail enviado para todos os nossos colaboradores.

3. Lembre-se que os grupos de apoio são pessoais

É importante que as pessoas tenham clareza de que os assuntos do trabalho devem ser compartilhados nos canais de comunicação que a empresa já usa. Evidenciar essa diferença facilita a comunicação interna. Sem grupos específicos para assuntos de fora do trabalho, os grupos institucionais podem ficar cheios de assuntos não relacionados diretamente ao trabalho. Afinal, todos querem compartilhar informações, certo? Mas quando cada assunto tem seu lugar certo, todo mundo fica bem informado e não compromete a comunicação durante o expediente.

4. Deixe as pessoas à vontade para entrar

As pessoas não devem se sentir obrigadas a fazer parte desses espaços, mas é importante que elas saibam que, se quiserem, podem participar! Como empresa, nós achamos superimportante preservar essa liberdade de escolha. Sabemos que existem pessoas que são mais reservadas na vida pessoal e podem querer não entrar ou compartilhar nos grupos. Nesse sentido, cada um pode escolher entrar e pode fazê-lo quando quiser. Aqui, eventualmente relembramos a existência dos grupos de apoio em outros materiais e fóruns internos, inclusive, os colocamos na versão interna do nosso e-book Home Care, o primeiro material da série Do Office para a Home.

Os grupos de apoio são uma alternativa para oferecer outros espaços de conexão entre colaboradores e esperamos que essas dicas possam te inspirar a oferecer soluções para aproximar seus colaboradores também.

Se quiser saber mais detalhes sobre nossas iniciativas, tirar dúvidas ou sugerir novas publicações, entre em contato com Carolina Martínez, responsável pela frente de Cultura e Engajamento na área de Pessoas e Cultura aqui no grupo Cia de Talentos.

Aproveite e compartilhe com a gente outras ações que fizeram para aproximar as pessoas da sua empresa nesse cenário de isolamento social! Até a próxima!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *