Carreira dos Sonhos 2021: como podemos melhorar o mercado de trabalho?

Categoria(s): Inovação & RH
24 de junho de 2021
por Alanis

Você já conferiu os resultados da pesquisa Carreira dos Sonhos 2021?

Anualmente, nós, do Grupo Cia de Talentos, abrimos um espaço para conhecer as percepções dos jovens, da média gestão e da alta liderança sobre o mercado de trabalho. Com este levantamento de dados, nós buscamos entender:

  • As emoções que o trabalho desperta nas pessoas
  • As contrapartidas que pessoas e empresas procuram
  • O ranking Empresa dos Sonhos

Além disso, nosso maior propósito é identificar as oportunidades de melhoria que podem ser aproveitadas pelos recursos humanos das mais diversas empresas. Afinal, com dados concretos, é possível oferecer experiências mais completas aos colaboradores e culturas organizacionais cada vez melhores.

Os 20 anos da pesquisa Carreira dos Sonhos 2021

Este ano, a pesquisa chegou à 20ª edição, marcando duas décadas de um dos estudos mais importantes para as áreas de pessoas e cultura. Mais de 1,3 milhão de pessoas já participaram e contribuíram para um mercado de trabalho melhor.

Em 2021, foram 98.355 respondentes de todas as regiões e classes econômicas do Brasil. Incluindo pessoas negras, LGBTQIA+, não-binárias e com deficiência. Ou seja, todas as vozes foram devidamente ouvidas e comtempladas!

O lançamento oficial dos resultados aconteceu ao vivo no Youtube e no LinkedIn, em uma transmissão marcada por muita acessibilidade e convidados de grandes empresas vencedoras do ranking Empresa dos Sonhos 2021.

Ranking Empresa dos Sonhos 2021

Nesta edição, 77% dos jovens admitiram ter uma empresa dos sonhos, seguidos por 82% da média gestão e 84% da alta liderança. Aliás, é importante ressaltar que esses números cresceram do ano passado pra cá.

Agora, confira como ficou o tão aguardado ranking Empresa dos Sonhos 2021:

  • 1º: Google
  • 2º: Bradesco
  • 3º: Ambev
  • 4º: Itaú
  • 5º: Nestlé
  • 6º: Natura
  • 7º: Nubank
  • 8º: Vale
  • 9º: Globo
  • 10º: Bayer

Quais iniciativas tornam as empresas tão desejadas?

Não existe uma única resposta para essa pergunta. Mas garantir um canal aberto com os colaboradores, ter uma escuta ativa e priorizar as pessoas, com certeza é um bom jeito de começar.

No painel Empresa dos Sonhos, recebemos a Carol Azevedo, Diretora de Recursos Humanos Latam do Google, e a Bete Rello, Head de Recursos Humanos da Bayer. Juntas, elas compartilharam uma série de iniciativas que as suas empresas têm adotado para fortalecer suas marcas empregadoras.

Há 8 anos, o Google ocupa a primeira posição do ranking, enquanto a Bayer foi a grande novidade de 2021.

De acordo com Carol, o Google aterrissa em valores como respeito, colaboração, inclusão e diversidade no dia a dia. Isso leva credibilidade para a marca, afinal, vivencia internamente o discurso que apresentam para o mercado. Além disso, eles também prezam pela mobilidade de carreira, incentivam o desenvolvimento e acreditam que todo mundo é capaz de aprender coisas novas.

Para a Bayer, o cenário não é muito diferente. Além de ser uma empresa que trabalha com saúde e agricultura, que são serviços essenciais, eles procuram adotar processos internos respeitosos e transparentes, investem em escuta ativa e atuam de forma alinhada com os valores da organização. Para completar, ainda definiram 3 pilares como foco de atuação:

  • Sustentabilidade
  • Inovação interna
  • Pessoas e cultura

Incrível, não é mesmo? Mas o melhor é que essas iniciativas contribuem para que os colaboradores tenham um grande senso de pertencimento dentro das organizações. Aliás, este foi um dos temas da pesquisa e do painel que deu sequência ao lançamento.

Painel Senso de Pertencimento

Caso você ainda não tenha muita familiaridade com o significado do tema, o senso de pertencimento envolve:

  • Abertura para os colaborares serem quem são
  • Autonomia de ação
  • Contribuições valorizadas
  • Comunicação aberta e honesta
  • Trabalho significativo.

Os dados mostraram que os profissionais com senso de pertencimento alto indicam mais a empresa para outras pessoas trabalharam. Jovens com senso de pertencimento alto, por exemplo, indicam a empresa 134% mais do que jovens sem este sentimento. Enquanto isso, a média gestão indica 124% mais e a alta liderança 150%.

No painel Senso de Pertencimento, recebemos o Sérgio Farjeman, Partner and Chief People Officer do Itaú, e a Camillla Tabet, People Design Director da Ambev. Além de serem duas empresas dos sonhos, elas foram sinalizadas na pesquisa como empresas que engajam no tema senso de pertencimento.

Camilla compartilhou que, para que os colaboradores se sintam parte da empresa, a Ambev aposta em relações de qualidade. Isso, através de comunicação transparente e muita empatia. Além disso, a liderança oferece oportunidades e espaço para que as pessoas sintam que impactam positivamente na organização.

Por outro lado, Sérgio destacou que, no Itaú, “o melhor argumento é o que vale”. Assim, as pessoas se sentem mais confortáveis em colocar opiniões e contribuir com o sucesso do negócio.

Painel Saúde Mental

Por fim, no último painel da live de lançamento, convidamos Glaucimar Peticov, Diretora Executiva de RH e Marketing do Bradesco, e Flávio Pesiguelo, Vice-Presidente Pessoas de Natura &Co América Latina para falarem sobre saúde mental.

Apesar de sempre ter tido importância, o tema ganhou muito destaque no último ano. Afinal, os dados sobre transtornos mentais são alarmantes em todo o mundo, especialmente aqui no Brasil.

A pesquisa Carreira dos Sonhos 2021, por exemplo, mostrou que 58% dos jovens já tiveram um transtorno mental. Enquanto 50% da média gestão e 49% da alta liderança também já passaram pelo mesmo quadro. Mas os números revelam dados ainda piores: entre o público ouvido, os jovens sentem menos emoções positivas e mais emoções negativas.

Flávio destacou que, para a Natura, a liderança tem dois papeis fundamentais:

  • Mudar o fluxo natural das coisas
  • Reduzir a ansiedade organizacional

Assim, entre muitas iniciativas para evitar o esgotamento com o trabalho, eles decidiram:

  • (Re)priorizar as tarefas fundamentais para o negócio
  • Estipular os horários de trabalho e reuniões
  • Implementar short breaks para que os colaboradores possam resolver imprevistos.

Glaucimar ainda compartilhou que atividades físicas, programas nutricionais, apoio psicossocial e lives sobre saúde e qualidade de trabalho foram outras iniciativas adotadas pelo Bradesco.

Todos os resultados da pesquisa já estão disponíveis para download gratuitamente. Então baixe e compartilhe todos os insights com a sua equipe! Só assim é possível encontrar caminhos para um mercado de trabalho melhor e culturas organizacionais mais completas. E se você quiser conferir na íntegra o que as empresas dos sonhos estão fazendo para conquistar a ambição dos profissionais, assista à live completa no Youtube:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *