Viés inconsciente: por que ele pode ser o grande inimigo do seu negócio

Categoria(s): Carreira & CIA DE TALENTOS & RH
1 de setembro de 2021
por Evelim Wroblewski

Você já parou para pensar que nossas ideias, comportamentos, pensamentos e ações são moldados ao longo de nossas vidas? E que, dependendo do contexto em que crescemos, desenvolvemos alguns preconceitos, estereótipos e crenças que podem afetar o nosso julgamento? Isso tudo tem um nome: viés inconsciente.

O viés inconsciente é uma maneira tendenciosa de ver algumas coisas, o que pode nos atrapalhar tanto na vida pessoal quanto na profissional. Por exemplo: quando alguém pergunta a você qual é o perfil do líder ideal, que imagem vem à sua mente?

Um homem entre 30 e 40 anos ou uma mulher, entre 40 e 50 anos, mãe de dois filhos, que concilia vida pessoal e profissional diariamente? E, independentemente do sexo, qual a cor de pele dessas pessoas? Elas estudaram em escolas particulares ou públicas?

Essas associações que fazemos de modo quase automático podem parecer inofensivas. Mas a verdade é que nossas decisões são pautadas, em grande parte, por elas. Nesse sentido, como o viés inconsciente pode afetar o seu trabalho?

É o que veremos neste artigo. Continue a leitura!

Entenda os 5 tipos de viés inconsciente

Nossa vida é permeada de vieses inconscientes, cada um apresentando certo risco às nossas relações, decisões ou mesmo ações no dia a dia. Entenda cada um deles:

Viés confirmatório

Com certeza, você já teve que lidar com pessoas que acreditam estarem sempre certas. Independentemente de fatos e dados, elas creem que sua visão de mundo é a mais certa e que todos deviam seguir seu exemplo.

Pois bem, este é o viés inconsciente, algo que todos nós podemos ter. Afinal, quando temos uma crença, seja ela consciente ou não, interpretaremos os fatos de forma a confirmar aquilo que já acreditamos saber. E, quando se trata de negócios, ele pode afetar o desempenho de equipes, gerar conflitos e até mesmo impactar nos resultados da organização.

Um exemplo de viés confirmatório é quando o funcionário apresenta resultados surpreendentes, mas o chefe imediato questiona sua performance pelo simples fato de as coisas não terem sido feitas como ele faria ou por ter tido uma primeira impressão ruim daquele funcionário.

Viés de grupo

Quem nunca ouviu a frase “não se mexe em time que está ganhando”, ou então “as coisas sempre foram assim”? Esse tipo de atitude costuma ser adotada por grupos que desenvolveram um método próprio de trabalho e que, por se sentirem mais fortes como grupo, descartam a opinião de outras pessoas.

Esse viés inconsciente é responsável, por exemplo, por isolar novos membros da equipe, criando um clima organizacional conflituoso. Também pode impactar as necessidades de um grupo minoritário, como as mães, que precisam de um intervalo mais extenso para amamentar os filhos.

Viés de percepção

O viés inconsciente relacionado à percepção é um dos mais prejudiciais no ambiente de trabalho, pois faz julgamento de valor sobre as pessoas.

Alguns exemplos são a crença errônea de que mulheres são menos capazes do que os homens e de que uma pessoa com deficiência não é tão competente quanto as demais.

Viés de afinidade

É comum que, no ambiente de trabalho, tenhamos mais ou menos afinidade com algumas pessoas. No entanto, isso não pode ser desculpa para segregar membros da equipe, não compartilhar conhecimento ou colaborar no trabalho.

Por esse motivo, é importante que você tenha atenção com relação ao viés inconsciente de afinidade. Isto é, aos grupos de amigos e como eles se relacionam com os demais membros da equipe.

Se houver qualquer tipo de atitude que impacte na relação profissional ou no trabalho em si, é fundamental conversar com todos e mostrar o que está acontecendo para que as divergências sejam eliminadas.

Viés de halo

O viés de halo é aquele no qual temos uma percepção positiva sobre algo ou alguém antes mesmo de conhecê-lo, exagerando em suas qualidades ou vantagens. Por exemplo, quando a empresa contrata um novo líder, com um currículo extenso, e o valoriza em detrimento dos demais colaboradores.

Apenas pelo currículo, é impossível determinar se a pessoa é, realmente, um bom profissional. Pode ser que, no dia a dia, ele tenha sérias dificuldades de relacionamento com a equipe ou trate seus liderados de forma agressiva, por exemplo.

Como lidar com o viés inconsciente no trabalho?

Como você deve ter notado, esses são apenas alguns exemplos de viés inconsciente. Podem existir muitos mais. Por esse motivo, é importante termos mecanismos para identificar e tratar esse tipo de situação, para que ela não impacte negativamente no seu negócio.

Por isso, separamos algumas dicas:

  • crie uma cultura de feedback constante, na qual as pessoas se sintam livres para comunicar qualquer tipo de incômodo que estejam sentindo;
  • desenvolva treinamentos que ajudem seus colaboradores a identificar os vieses inconscientes e como lidar com eles;
  • promova a diversidade no ambiente de trabalho;
  • fomente a multiculturalidade na sua empresa;
  • construa uma cultura organizacional que valorize as diferenças e os debates saudáveis;
  • conte sempre com profissionais especializados em diversidade nas empresas para conduzir seus processos seletivos.

E já que estamos falando em diversidade, que tal saber mais sobre inclusão LGBTQIA+ no mercado de trabalho?

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *