Vieses inconscientes x Diversidade: o que é, por que ele atrapalha a inclusão e como derrubá-los?

Categoria(s): Capacitação & CIA DE TALENTOS & RH
18 de agosto de 2021
por Alanis

Os vieses inconscientes são todo tipo de preconceito, estereótipo ou crença que temos, que nos levam a fazer pré-julgamentos. O problema é que, mesmo inconscientemente, eles podem impactar de forma negativa as nossas decisões ou atitudes dentro da empresa.

Existem inúmeros tipos de vieses inconscientes e todos eles nos impedem de transformar as organizações em locais realmente diversos, que respeitam a pluralidade e a inclusão social.

Entenda neste artigo como esse mecanismo inconsciente age e como você pode derrubá-lo.

O que são vieses inconscientes?

Vieses inconscientes são padrões de pensamento e conduta que aprendemos ao longo da vida mas que, na realidade, são carregados de preconceitos e julgamentos de valor.

Como exemplo, podemos citar a crença de que mulheres são menos capazes de assumir cargos de liderança porque são mães ou, então, de que alguém com menos anos de estudo seja menos inteligente.

Observamos outros tipos de vieses inconscientes quando acreditamos que um profissional negro seja funcionário de um estabelecimento, e não o seu proprietário, por exemplo. Ou que um homem é, necessariamente, o CEO de uma empresa.

Se fôssemos abordar todas as situações em que um viés inconsciente vem à tona no nosso dia a dia, passaríamos horas e horas aqui. Mas o objetivo deste artigo é mostrar como ele atrapalha sua empresa na hora de implementar a diversidade e por que o desenvolvimento precisa abordar essa questão.

Diversidade e inclusão nas empresas

Nunca se falou tanto em diversidade e inclusão nas empresas como nos últimos tempos. E não é para menos: temos observado, nos últimos anos, um profundo agravamento de discursos de ódio, misoginia, preconceitos e outras atitudes que ferem os direitos humanos.

Mas, isso é apenas a forma aparente dos vieses inconscientes. Na verdade, eles sempre existiram e, mesmo que você não perceba, também tem algum viés inconsciente que pode atrapalhar sua forma de enxergar o mundo.

Imagine que você está conduzindo um processo de recrutamento e seleção. No dia da entrevista, chegam dois candidatos: um bem vestido e asseado, de terno e gravata, e o outro com roupas simples, como calça jeans e camiseta, já gastas pelo uso.

Qual é a sua primeira impressão sobre estas duas pessoas?

Normalmente, temos uma primeira “boa impressão” da primeira, certo? Mas isso não diz nada a respeito das qualificações ou competências de ambas. Ou seja, ao julgar os candidatos pela roupa, você já está empregando um viés inconsciente que pode atrapalhar sua decisão no momento da contratação.

Agora, extrapole este exemplo para questões mais emergentes, como: orientação sexual, raça, credo religioso, maternidade, e por aí vai. A lista de possibilidades é enorme.

E a única maneira de promover diversidade e inclusão de verdade na sua empresa, é eliminando esse tipo de barreira não só nos processos seletivos, mas na mentalidade dos seus colaboradores.

Por que eliminar os vieses inconscientes da sua equipe?

Os vieses inconscientes são responsáveis por diversas desarmonias na sua equipe. E algumas das consequências disso são os conflitos internos, as competições não saudáveis, o clima organizacional ruim, dentre outras.

Além disso, quando existe algum viés inconsciente operando na equipe, podem ocorrer casos bem mais sérios, como assédio moral, preconceito e misoginia, por exemplo. Questões que podem extrapolar a organização e se tornar verdadeiros casos jurídicos.

Outras possíveis consequências dos vieses inconscientes são a alta rotatividade de funcionários, a falta de motivação na equipe e a queda na produtividade, o que afeta diretamente os resultados da empresa.

Ou seja, investir em políticas verdadeiras para a promoção da diversidade e inclusão é muito mais do que marketing ou exigência do mercado. É uma forma real de potencializar o que a sua empresa tem de melhor.

Como derrubar os vieses inconscientes na sua equipe?

A melhor maneira de derrubar algo tão sutil e ao mesmo tempo tão prejudicial quanto um viés inconsciente é trazer o problema à tona. Ou seja, começar a falar sobre ele.

Você pode começar com conteúdos educativos, por exemplo, no seu blog interno. Pode, também, trazer um especialista para falar sobre o assunto em uma palestra.

Conscientizando as pessoas de que o problema existe e é real, você começa a despertá-las para a reflexão.

Num segundo momento, você pode convidar seus colaboradores a fazer uma autoavaliação. Isto é, buscar identificar em si próprios quais são seus vieses inconscientes e por que eles estão lá. Um quiz com algumas proposições pode ajudar a orientar este processo.

Em seguida, é possível criar grupos de debates e fomentar o feedback entre a equipe. Mudanças culturais são mais bem-sucedidas quanto todos estão engajados.

E, para finalizar, por que não treinar essa mudança de postura? Os programas de desenvolvimento são excelentes oportunidades para discutir e trabalhar os vieses inconscientes.

Na Nova D&C, após o diagnóstico da personalidade, estilo de aprendizagem, competências em destaque e as oportunidades de desenvolvimento, seus colaboradores começam a explorar as competências pessoais. Neste Universo Particular, eles desenvolvem o autoconhecimento e conhecem ferramentas fundamentais para melhorar a tomada de decisão.

Além disso, aprendem a lidar com as próprias emoções, a gerir o tempo, a potencializar a criatividade e a quebrar os próprios paradigmas. E é neste momento em que os vieses inconscientes começam a ser derrubados para possibilitar uma cultura real de diversidade e inclusão na sua empresa.

Quer entender melhor como tudo isso funciona? Entre em contato com a gente e leve para a sua empresa um programa de desenvolvimento que prepara sua equipe para as soluções do futuro.

0 comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. A importância da assertividade para o seu processo seletivo - - […] a maior assertividade possível durante o recrutamento e seleção. Para esta etapa, além de fugir dos vieses, é fundamental…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *